SEGUIDORES...

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Pronta pra 2011

Lá se vão os anos, tanto que chorei, tanto que sofri por não entender, não perceber, não compreender que o que existe vai além, não é apenas viver... A saudade já muito doeu, já muito feriu, pois os anos passam, e as pessoas também, minha alma se revolta, e sempre penso que eu posso mudar isso! Mas agora me sinto feliz a saudade, lá bem no fundo do peito aconchega, acalenta, um coração menos imaturo e que apesar de haver se partido tantas vezes mas sempre todos os seus pedaços junto um a um, colando com a paz, o amor, e a fraternidade que cada mão amiga me doou. Mas 2o11 será melhor e diferente, não que 2010 não tenha sido bom... foi um ano onde aquela garotinha cresceu, amadureceu e evolui..por dentro e por fora, conheci grandes amigos 2010 me preparou pra 2011...e sei que esse coraçãozinho colado, sempre se quebrará mas eu o juntarei novamente...sempre TODOS OS DIAS, TODOS OS MESES, TODOS OS ANOS...
CYWMARA WADISQUY

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

TOC TOC !!!

Batem na porta... Finjo que não estou... Batem novamente... E outra vez me omito... Outra vez insistem... Penso... Quem será?... Não abro... Mais uma vez... Será quem?... Não ouço mais a batida... Abro a porta... Não vejo nada... Deixei que meu medo me paralisasse diante de uma decisão importante na minha vida. Quão tola fui... Fecho a porta e volto ao meu mundo de paredes onde já não consigo mais viver sem muros... ou portas. Elas agora me protegem de algo que desconheço...

CYWMARA WADISQUY

domingo, 26 de dezembro de 2010

Catando estrelas


Olho as estrelas, o brilho delas me atraem, me fascinam, me fazem ver alem da realidade, é como se elas escutassem a voz do meu coração, como se o meu olhar observador fosse recíproco, assim me sinto leve, reluzente e minha alma agora se embala na trilha sonora dessa noite que sigo catando estrelas pra te dar!


CYWMARA WADISQUY

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Então é natal...

Muita paz, amor, felicidade...são meus votos pra mim e pra todos de quem gosto, os anos passam...pessoas que pensamos ser inesqueciveis, insubstituiveis, já não estão mais ao nosso lado e então novas pessoas nos fazem ri e chorar; todo ano é um novo recomeço e o natal é um dos momentos de cofraternização que eu mais adoro! muitas vezes choro,pesso desculpas, confesso meus amores, minhas paixões, pesso demais pra que no próximo natal tudo seja diferente e melhor! Por fim deixo vocês hoje com ummmmm GRANDE abraço um XERÃOOOO e UMMM OTIMO FELIZZ NATAL.

OBS: RECEBI MEU PRIMEIRO CARTÃO DE NATAL....TÔ TÃO FELIZ OLHA ELE AII EM BAIXO...FOFO NÉ :D


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

REFLITA....COMIGO

Como viveste? Gostas da vida ou apenas a suportas? Eu as vezes penso que a vida deveria ser uma loucura insana de uma historia que deve ser apreciada com o sabor do pecado, pois os dias são unicos e devem ser vividos com tal paixão, pois o amanhã jamais será igual ao hoje ou ao ontem, e buscar essa necessidade de não deixar passar qualquer detalhe é o minino que nós tolos que somos podemos exigir de uma vida que nos pertence.

CYWMARA WADISQUY

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

ano NOVO...visual NOVO!!!


Tudo tem um começo...e essa mudança não é diferente de tudo! Comecei aos poucos um amadurecimento interno, pra depois optar por o externo! Em um belo dia de chuva (coisa rara aqui em Pernambuco) tive uma conversinha com meu espelho...bom ele não gostava do que via em mim e eu não gostava do via nele..então SOS. Como poderia uma garota se renovar internamente e não passar isso pra pessoas, tipo eu queria elogios! mas como raramente nos vêem por dentro...isso é fato! Todos falam e poetizam sobre a beleza interior, mas ninguém nunca a elogia será se essa tal beleza mesmo?! Bom voltando a minha transformação...nesse dia não falei nada a ninguém simplesmente sai porta a fora com um objetivo de mostrar uma CYWMARA madura, forte, garota ainda mas reponsavél e criativa...cheguei no salão e disse: QUERO UMA FAXINA E PODE JOGAR O QUE NÃO PRESTA FORA! a mulher que me atendeu deu um sorrisinho, parece que gostou dessa historia mais do que eu. Quando voltei pra casa, minha mãe perguntou: CADÊ MINHA FILHA!? e o meu irmão falou: FICOU HORRÍVEL, BEM QUE EU DISSE QUE DEVERÍAMOS INTERNAR QUANDO TINHA 5 ANOS. Por dentro me diverti muito com tudo aquilo, mas minha expressão era de não estou nem ai...Bom tirei umas fotos pra vocês verem e criticarem...DIGA-ME O QUE ACHOU!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Eu + Mente Pertubada + Caneta + Folha = POSTE NOVO

Palavras escondem os verdadeiros sentimentos,
eles se limitam a coisas fúteis
como o entendimento!
Agir sem procurar entender
é um passo para a loucura insana de um mundo totalmente pirado,
onde ser feliz...
é ser anormal.

CYWMARA WADISQUY


OBS: FERIAS TÃOOO ESPERADAS..chegaram! obAAA agora que estou em casa (até que em fim) posso postar regularmente como fazia antes...((#FELIZ))

sábado, 11 de dezembro de 2010

Tudo pode acontecer em instantes,minutos, segundos...!

Um olhar, um gesto, uma expressão...conforta enquanto choras, acalenta na solidão, resguarda no abandono, protege na dúvida, acompanha na encruzilhada...segura sua mão e enxuga suas lagrimas se preciso! E assim sem esperar..estais amando, talvez não alguém mas um gesto quem sabe, ou o conjunto, tão louco nossos sentimento que nos permite apenas sentir sem entender!

CYWMARA WADISQUY

domingo, 5 de dezembro de 2010

O Primo Basílio (Eça de Queiroz)

“(...) tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, E parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!"

MEGA FELIZ...ACHEI MEU LIVRO!!! Essa é a parte que mais gosto.

:D

sábado, 27 de novembro de 2010

sábado, 20 de novembro de 2010

UM CONTO DE....FADAS?

Era uma vez uma garota que queria, na verdade quer! mas não pode ter, não pode ir atrás, não pode lutar (não tem por o que lutar) a disseram que não se procura o amor, ele nos encontra (talvez estaja muito bem escondida!) sabe aquela paixão arrebatadora que a faça esquecer tudo e todos, então fazer coisas erradas sem que se sinta culpada e depois o jogo da paixão fulgas transforme-se em amor, e que mesmo que por um instante ela se sintiria feliz para sempre.

CYWMARA WADISQUY

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

VAMOS COMIGO?

Vou deixar que a doçura da melodia me conduza à imortalidade dos meus sonhos, que a paz que reina dentro do meu ser te transporte para lugares imaginários, que o vento sussurre em meus ouvidos os caminhos que devo seguir até um lugar inabitado, vou deixar que meus desejos de alegria sejam amplamente vivenciados nesse momento, pois esse momento é único. Vivo intensamente, cada minuto do meu tempo, para que não me arrependa, nunca, de não ter vivido meus sonhos como sonhadora que sou, porém como num conto de fadas, transportada serei para minha real identidade um dia.

CYWMARA WADISQUY

sábado, 13 de novembro de 2010

(((ESCREVER))) ISSO É UMA ARTE QUE VEM DE DENTRO DE MIM !!!

Em cada palavra do que escrevo, está a expressão de minha alma. Tento transformar em textos, em silabas , em parágrafos ; minha dor, meu amor. E quando olho, penso no quanto sou capaz de produzir sentimentos escritos, mas as vezes me acanho, quando deverias deixar brotar em mim esse dom de criar. Criar para mostrar o que sinto e vejo, concretamente, meu sentir transformado. E uma mágica transmutação ocorre em minha alma neste instante. Basta que eu não bloqueie minha energia criadora. Ela vem para renovar. E renovando-me, torno novo tudo o que vejo. E os outros verão a realidade com outros olhos. Com os meus olhos. O ato de criar não pressupõe técnicas, nem conhecimentos especiais, não é este o meu objetivo. Criar é abrir uma janela para nosso interior. É permitir que nos vejam. E, se assim fosse, todos nós não usaríamos máscaras, não teríamos como, nem porquê. Liberte-se dos conceitos artísticos e ligue-se apenas em você. Tudo é belo. Já disseram que a beleza está nos olhos de quem a vê. Mas eu afirmo mais: o belo transcende o olhar, na medida em que não se pode vê-lo, se não for com os olhos do amor.
CYWMARA WADISQUY

domingo, 31 de outubro de 2010

MEU SERTÃO


Lugar meu
Lugar belo
Lugar fácil de se encontrar
Lugar difícil de querer sair...
Pessoas alegres, sorridentes, verdadeiramente felizes
Onde a esperança brota de uma semente
que ainda não vem a existir.

OXENTE e as dificuldades aqui
é sinonimo de superação!

No meu sertão se escreve com a voz e se ler com o coração
Esses são os verdadeiros poetas
(aqueles que não sabem escrever)

Me orgulho de poder humildemente dizer, gritar,
declarar que:

No meu sertão lugar onde nasci, lugar onde vivo,
lugar que aprendi a gostar

lugar onde busco a essência de minha inspiração esse é
MEU SERTÃO

CYWMARA WADISQUY

sábado, 23 de outubro de 2010

DIÁLOGO COM UM MESTRE

Dia que descubro em mim a felicidade, a minha esplendida vida, e um mestre que indago que seja meu EU futuro, nesse dia "F" percebo que mesmo solitária com meus pensamentos , “angustias” e o resto que são apenas restos, me pego olhando fascinada para um ser (que aparentemente me entende) falando palavras certas em momentos que simplesmente param de existir... sempre quis perguntar-lhes algo, como uma criança que tem perguntas e consequentemente resposta, mas essas não a satisfaz, então resolvi arriscar ... como esperado ele não me responde, apenas atiça meu senso critico, assim além de uma pergunta agora tenho quatro, e nenhuma resposta, aliás nenhuma reposta dele! Por que tenho em mim centenas de respostas (certas ou erradas) e milhares de dúvidas.

CYWMARA WADISQUY

sábado, 16 de outubro de 2010

Me aconselhando o__0

Do que me escondo? Do que tenho medo? Do que me envergonho?A quem tento enganar? há valores que já não fazem mais parte de mim. Meu conhecimento já é o bastante para caminhar ao encontro de meus próprios objetivos, de lutar sem a insegurança de uma menina de pouca idade. Tenho o direito de procurar meu bem estar, de estar bem comigo mesma, para poder, tranquila e serena, continuar e progredir, ou seja, de buscar o que me traz aquela paz que e faça viajar sem mesmo sair do lugar. Preciso ainda de suportes para o meu desenvolvimento, mas um suporte sem lamentações... Necessito de coragem para saber discernir o bom do ruim, o amargo do doce. Vou tentar não finjir que não sinto nada pois só uma pessoa estaria sendo enganada, EU mesma.

CYWMARA WADISQUY

domingo, 10 de outubro de 2010

CARICATURA DA VIDA

Pessoas que pensamos ser, manias que temos e escondemos....realidades que se misturam com ficção, sentimentos que não nos cabe, família imperfeita, sorrisos forçados, felicidades que se transformam em tristezas. Tantas coisas que queremos esquecer, esconder, ocultar, deletar, pisar em cima, amassar, jogar fora, colocar fogo... e muitas vezes fazemos mesmo isso... mas pensando por um lado otimista a vida não teria graça se não fosse uma caricatura e as vezes muito mal feita por sinal.

(ESSA CARICATURA AI É MINHA! rsr UM AMIGO DO IF.SERTÃO QUE FEZ, #DEVO ADMITIR MORRI DE TANTO RI QUANDO ELE ME DEU DE PRESENTE.)

CYWMARA WADISQUY

sábado, 2 de outubro de 2010

NARRANDO...BUSCA A INSPIRAÇÃO

Tudo começou com a primeira gota da chuva que não veio de um dia que vai ser quente... sentada no sofá eu, a caneta e um papel qualquer, busco inspiração em algo, preciso escrever esses momento que me sufocam, não sinto a existência do oxigênio no meu pulmão então percebo que perdi a voz....NÃO CONSIGO ESCREVER....o tempo passa e o branco continua tão branco na minha cabeça, não me reconheço, talvez esteja doente?! ou simplesmente sem animo pra escrever... Tento compreender não consigo, quando tento me entender piora... me vejo gritando mas sem som, isso me deixa angustiada, me faz querer está na beira de uma abismo, me jogaria de lá sem pensar e assim ser chamada de insana...A noite chega e nada mudou continuo sem voz, mas quem sabe amanhã cantarei e encantarei novamente!

CYWMARA WADISQUY

sábado, 18 de setembro de 2010

Metáforas de uma vida sem drogas

Hoje, mais um dia onde tudo gira, tudo muda, tudo fica mais difícil, e a cada momento que paro me vejo sufocada no topo de um abismo, perto de um mundo cheio de desilusões, um mundo que me devora, mas continuo nessa luta constante contra uma realidade que tenta me limitar ao máximo, porem minha magnitude revela-me o que eu quero, o que eu posso, o que eu desejo e reforça que o futuro me pertence. Assim inicia-se uma metamorfose interna transformadora de meu senso comum, e percebo então a direção dos caminhos, vou optar por escolhas certas, eu escolhi viver e não apenas sobreviver!

(ESSE TEXTO FOI ESCRITO ESPECIALMENTE PARA A PRIMEIRA CONFERENCIA REGIONAL DE PREVENÇÃO AS DROGAS)


CYWMARA WADISQUY

sábado, 4 de setembro de 2010

avuhC <=

Caminhando pela chuva, vou sentindo a água sob meus pés. vou sentindo ela desabar sobre mim. Caminhando pela chuva, vou percebendo as minúsculas gotas a caírem sobre meu corpo, sobre meu rosto e ao caírem vão lavando, levando todos os meus pensamentos e angustias,e este corpo cansado, maltratado,vai se erguendo, vai se reconhecendo, vai se percebendo. e, ao conseguir sua alma lavar, ao sentir-se limpa de toda a sujeira que passou a acumular na vida, este ser chora... Chora... e elevando o rosto para o ceu, percebe que não queria que tudo fosse diferente, que tudo a fez evoluir (OS ERROS, ACERTOS, BOBAGENS, RIZOS, CHOROS...) se condena por todas as ofensas que chegou a lhe dedicar. E este ser, profundamente compungido, permite que, por seu rosto, lágrimas de arrependimento se ponham a rolar.

CYWMARA WADISQUY

sábado, 28 de agosto de 2010

MENTE DE LOUCOS

Tresloucadas são nossas atitudes. Tresloucadas são nossas palavras. Nunca saberemos, ao certo, o que nossa mente pode estar construindo para nós. Planos ardilosos, engenhosos, sempre em busca de ludibriar nossa razão. E o que será nossa razão, senão a fusão dos pensamentos engendrados pela mente? Confuso e retórico. Mesmo para quem tanto estudou a mente humana e, tão pouco conseguiu vislumbrar de seus retornos, conhecê-la mais profundamente ainda é um passo rumo ao desconhecimento, busquemos nos sintonizar com tudo... É como se uma dominasse a outra, é como se minha mente dominasse o mundo...LOUCURA? Talvez, mas tudo é muito confuso tudo muito novo...esse meu pensar critico não me deixa, ele deletou meu pesar comum...já não sei se decisões corretas, são as que quero! Minha mente me faz pensar que quero minha vida de volta (solidão...sem tantas pessoas ao meu redor) difícil de explicar pois sou solitária mesmo com tanta gente a me perturbar! PRECISO DA SOLIDÃO, SOLIDÃO! Dias a só em casa, filme, brigadeiro um banheiro só meu...(AFF SEM NINGUÉM BATENDO NA PORTA, ME LEMBRANDO A HORA!) Por fim...minha mente enlouqueceu mesmo vivendo uma vida de vitórias, queria retornar a minha vida quando não conhecia a competição...

CYWMARA WADISQUY

sábado, 21 de agosto de 2010

ME BEIJE

Me beije! Não de um modo convencional, mas de uma forma marcante, não quero um simples beijo, mas um que toque o mais profundo de minha alma, quero esquecer tudo e todos e lembrar apenas dos teus lábios pois neste instante o universo gira em torno deles; Quero sentir meu coração bater descompassado, quero que me tire a realidade e por favor, não pare!!! Quero seu beijo além da eternidade, quero você para sempre....

CYWMARA WADISQUY

sábado, 14 de agosto de 2010

QUEM...SOMOS? QUEM SOU? QUEM SOIS VÓS?

Tantas interrogações, perguntas que tem uma infinidade de respostas que me deixam assim com duvidas, vivendo os detalhes em busca de explicações, vivendo cada dia como um presente a ser desvendado buscando meu EU. Mas quem sou? isso, um dia quero descobrir, mas sei que não sou apenas uma, eu sou varias de mim, tem uma que ama, outra que se pergunta o que o amor? outra que machuca mas cura também, muitas que sonham com aventuras e outras que se aventuram, que se jogam, que vivem sem medo uma realidade que nos perturbam a cada momento vivido, preciso entender, necessito entender, um dia sei que todas as perguntas terão respostas; Estou angustiada e isso me corrói por dentro, me faz buscar coisas que talvez nem possa me pertencer, penso que devo simplesmente não fazer mais perguntas assim não terei mais que ter mais respostas! OUÇO RIZADAS IRÓNICAS, reconheço bem esse eco que vem de dentro, é minha razão que ri da minha súbita ignorância sempre me fazendo refletir: Como uma pessoa que se senti sufocada com varias de si, que já tem perguntas e exige respostas vai esquecer de suas interrogações?! Paro, penso e chego a uma conclusão que minha razão tem toda razão!

CYWMARA WADISQUY

sábado, 7 de agosto de 2010

O que é a vida?!

Tudo e nada? talvez, mas é muito mais! Tudo é o futuro do nada, nada é o futuro o tudo, e qual o futuro da vida? a morte talvez? e se for mais? eu com toda essa minha inexperiência espero compreender essa pergunta antes da resposta, pois essa minha magnitude atrai incertezas que me perturbam no silêncio de cada pensamento, assim me perco nessas dúvidas então vou vivendo minhas incertezas sem saber se vivendo seria a palavra adequada, (pensando bem, talvez não seja!) Eu vou sobrevivendo nas minhas incertezas... a vida continua sendo um enigma em minha vida!

CYWMARA WADISQUY

domingo, 1 de agosto de 2010

MUDANÇAS

Somo e procuro nessa minha antiga vida, os momentos que marcaram, assim ultrapasso a barreira da ignorância, da soberba, da vaidade que humildemente posaram no meu interior com suavidade, mas muito firme, e profundamente lanço suas raízes em minha alma, machucando, dilacerando, mas abrindo fronteiras e deixando à mostra um novo ser, um novo sentimento, uma nova maneira de ser. Emerge então desta luta, vitoriosa... Que interiorizou-se e ressurgiu qual fênix, livre para voar rumo a novos mundos.

CYWMARA WADISQUY

quinta-feira, 29 de julho de 2010

TEMPO (coisa que ultimamente não tenho)

Tempo... Ah! Tempo... Quanto enganas nossa mente! Tu me faz correr quando eu devería pensar, tu me cega quando eu deveria apreciar, Tu me engole quando eu devería te engolir. Tu que és nada, faz como fosses tudo, criando castelos de ilusões, que a maré da vida desfaz como se fosse de areia. Ah! Tempo... quando será que compreenderei que não existes, que és apenas referência física de minha existência material e irreal, pois para meu espírito, não és mais do que lembrança, que o pensamento alcança quando quiser. Ah! Tempo... como queria ter tempo para te apreciar.

CYWMARA WADISQUY

sábado, 24 de julho de 2010

===> VENDE-SE...

Vende-se uma desilusão... Mas quem a compraria? Somente um louco pensaria em adquirir um pedaço de dor. Vende-se uma desilusão...neste mundo onde muitos falam, dizem, olham, gesticulam, gritam e não se compreendem. Vende-se uma desilusão... Talvez a minha seja menos amarga que a sua, que a dele, que a daquele outro. Vende-se uma desilusão criada por uma mente que, no instante em que se viu liberta, acreditando poder usufruir dos inúmeros prazeres que a ela venderam, tornou-se quieta e tristonha quando percebeu-se perdida num sonho que não se tornou real, como haviam lhe prometido. A mente deixou-se enganar por ser mais conveniente acreditar, por que haveria de se desgastar para raciocinar? Pois dentro dela existia um grande orgulho que a iludia, fazendo-a achar-se iluminada. Vende-se uma desilusão... Mas o que eu estou fazendo? Querendo vender um problema se cada qual tem o seu? Vende-se, dá-se, enterra-se uma desilusão... Pronto, evaporou-se! Não existe mais! Consegui atingir a compreensão de que me sinto muito feliz, não me importando se isso se dá aí ou aqui. Procurei, busquei, encontrei a mim mesmo.
CYWMARA WADISQUY

quarta-feira, 21 de julho de 2010

TANTOS CAMINHOS...APENAS DUAS DE MIM...

Vou caminhando pela vida rumo ao horizonte sem fim. Atravesso barreiras, transponho pontes, sempre aprendendo um pouco mais sobre mim. Vou caminhando pela vida deixando que o destino tome conta de mim. Tantas pontes para atravessar, tantas mudanças, que me sinto um pouco perdida. Não sei se os caminhos que pecorri, que estou seguindo, estão me levando a algum lugar. Olho para trás, penso, repenso, mas não quero mais retornar. E caminhando eu sigo. Sempre tentando aprender a viver sozinha, mesmo que seja só "comigo". Maneira engraçada de falar... Mas vivo esta dualidade. E me transformei em dois "eus". Uma só pessoa na aparência, mas internamente, duas. Um eu fraca, quase demente, e um eu que incentiva a avançar, progredir, evoluir, e quebrar todas as barreiras sem ter medo do porvir. E assim, prossigo... Numa luta constante, muitas vezes desgastante, com o meu eu interior. A luta entre os dois eus é muito forte e violenta. Mas neste meu caminhar, ao destruir todas as barreiras não vou ter mais como voltar e, finalmente, terei que me olhar e me enfrentar. Uma rebelde, uma corajosa uma destemida? Não... Um ser dividida, sofrida, mas que não irá desistir de em seu caminhar prosseguir... Pois nesta luta incessante pela vida, muito já foi conseguido. Podem até me chamar de convencida, mas isso sei que não sou. Sou uma simples garota que ainda não se encontrou.
E caminhando, eu sigo. Caminhando eu vou...

CYWMARA WADISQUY
Alinhar ao centro

domingo, 18 de julho de 2010

====> AFLIÇÕES <====

Tentar desfazer o emaranhado de emoções e sentimentos conflitantes é uma tarefa árdua. Equilibrar as ambições da mente e os anseios do coração é tarefa estafante. Ouvir os desejos da carne e as aspirações da alma e ter que optar, é sufocante. Porém, a visão se tornará límpida quando este duelo terminar e o equilíbrio das escolhas tornar-se possível, através do olhar... através do tocar... através de nossas mão... para isso faz-se necessário despir o véu do conformismo e reaver o domínio da consciência , ai sim, se ver livre de todos estes males que aflige nossas almas.

CYWMARA WADISQUY

quinta-feira, 15 de julho de 2010

INSTANTES....

Ah, se neste instante eu pudesse dar um rumo diferente à minha vida, se neste instante eu pudesse viajar, se neste instante eu pudesse viver uma nova vida, se neste instante eu pudesse pular de um lugar bem alto... Ah!, se neste instante eu tivesse a coragem de me despir de todas essas angustias, tristezas, hipocrisias, coisas que me fazem mal... Ah!, se neste instante eu pudesse somar todos os "instantes", (em que sempre me pego a reclamar), perceberia de certo, que tinha recebido tempo suficiente para eternizar o meu próprio instante. Não teria desperdiçado tantos momentos importantes, transformando-os neste instante de dor, de apego, de lamentos. Ah, quão belos são todos eles! Aqui estou , aqui me vejo, aqui me coloco. A existência maior, num momento de amor, me transformou, instantaneamente, no melhor do meu próprio instante. Assim é a vida, um instante. Por isso, agora, seja no mínimo, um instante de amor.
CYWMARA WADISQUY

terça-feira, 13 de julho de 2010

Reflexão sobre meu reflexo

Me vejo sentada de frente do espelho, não sei bem se sou eu que reflete ali, uma imagem que talvez não me agrade... espelho, por que não me reflete como sou?! Me mostra meu interior, me mostra o fundo de minha alma, quero ver as lágrimas que não secaram, aquelas que perduram pela a eternidade que me arrastam para a solidão. Olho novamente o espelho, não consigo entender porque essa falta de resposta me incomoda tanto! então paraliso e percebo que não devo tentar ver apenas meu reflexo ali, mas sentir o aroma agradável e a dor estonteante que me são oferecidas.

CYWMARA WADISQUY

domingo, 11 de julho de 2010

MOMENTOS NOS LEVAM À EXPERIÊNCIA

Deixa nascer do coração o sentimento maior do amor e transformá-lo em um gesto de carinho, em um sorriso, um olhar, numa palavra amiga que envolve, que acalma, permitindo ao alvo deste seu carinho, deste seu amor, um momento unico, onde nada lhe é cobrado, onde não existe troca, somente um gesto simples, espontâneo, que gratifica e que preenche nossa vida de luz, de tranqüilidade. Momentos raros e únicos que todos nós, alguma vez nesta vida, já tivemos. Pena!.. MOMENTOS RAROS... Transformar estes momentos no sempre, em essência, viver entregrando-se no todo. Eis o objetivo de toda a experiência. Chegar à essência, chegar ao âmago, descobrir o porquê e vivenciar cada instante, absorvendo o que há de bom. Transformar essa experiência em um gesto de amor envolvente. Não como a criança que tem apagada de sua mente todas as experiências para que possa viver uma nova vida e adquirir novas experiências. Mas chegar ao todo, carregado e pleno de todos os conhecimentos adquiridos através de suas vivências e tendo conseguido transformar todos eles no gesto único e grandioso de amor.

CYWMARA WADISQUY

quinta-feira, 8 de julho de 2010

>>>>>> REAGINDO ***

Sinto-me tão só! Sinto-me tão abandonada, sem amparo, sem visão, sem direção... Sinto-me, sinto-me, sinto-me... De repente paro e percebo que apenas sinto. Sinto tudo com relação a mim mesma. E, neste momento, é como se eu me "lançasse" para fora de um redemoinho que me consumia. E, então, consigo respirar, ver, compreender. Vejo que estava só porque não conseguia ver os que me rodeavam. Vejo que me sentia abandonada por mim mesma, desamparada e sem direção, porque me consumia em sentir pena de mim. Eis que "quebro" o movimento viciado de meus pensamentos e compreendo como fui tola. Mas reajo a tempo de me encontrar novamente e reaver o "pulso" da minha própria vida.

CYWMARA WADISQUY

quarta-feira, 7 de julho de 2010

=> LUTO <=

***As vezes penso que só através da morte saberei o real sentido da vida.... (Uma lagrima cai no meu rosto)
:(
CYWMARA WADISQUY

terça-feira, 6 de julho de 2010

COMO TUDO ERA MAIS SIMPLES...

Acreditando minimizar meus sofrimentos, tentando fugir desesperadamente dos fatos geradores deste sofrimento. A razão, me impossibilita de alcançar voos mais serenos, me afundo nas ilusões, acreditando estarem lá as soluções para os meus problemas. E assim caminho, indefinidamente, sem saber ao certo onde vou chegar. Desenho minha vida, tal qual uma criança quando corre os lápis coloridos no papel, sem precisão nas imagens que traça, sigo minha vida rabiscando aqui, acolá, os caminhos que a covardia e a preguiça me domesticaram a percorrer. Dessa maneira, fugindo sempre dos pontos não resolvidos, mais perdida estou e mais rabiscos minha vida terá, sem perceber uma linha reta sequer em todo o meu trajeto. E por quê? Pergunto. Por que preciso de caminhos retos? Penso que neste instante, todas as vantagens do caminho reto, seria o mesmo que lançar "pérolas aos porcos"! As pérolas são muito valiosas, no entanto, nenhum valor têm elas para os porcos.

CYWMARA WADISQUY

sábado, 3 de julho de 2010

Complexidade de um beijo...

Ela se aproxima, ele percebe seu nervosismo os dois se olham por um instante...tola abaixa a cabeça, quer a todo custo fazer seu coração parar de bater...sempre tão singelo ele pega seu queixo e com um movimento suave leva sua boca pra perto da dela...todo aquele sentimento de querer calar o coração some e ela vai junto, ele sorrir, um sorriso tão encatador e envolvente que ela não quer mais sair dos seus braços, então ele a beija...começa de vagar sem pressa um desejo todo contido que vai se transformando em um beijo mais detalhado...a mão dele envolve sua sintura e a atraz bem mais pra perto, ela senti seu perfume e o beijo continua, mas agora com uma certa ferocidade ela o quer, e o beijo agora é mais ardente...suas liguas se movem com precisão nada mais importa, nada mais existe...suas leves mordidinhas aumentam seu desejo...e tudo vai se acalmando novamente agora, já não existe mais beijo apenas seus labios estão encostados, ele com a mesma delicadeza pega sua mão e diz em seu ouvido "VOCÊ É A MULHER DA MINHA VIDA, TE AMO" ela agora olha pra ele com toda uma admiração e seu silencio responde "TE AMO MAIS"....

CYWMARA WADISQUY

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Learning to live

Angústias, angústias...É tudo o que é minha vida; É tudo o que este mundo de solidão e provas, me dão. Mas será que posso assim pensar? O sofrimento é vida, faz parte da vida sofrer... Será que posso amaldiçoar aquilo que tenho em minhas mãos, para me sentir melhor? sei que conseguirei detectar o que é real e necessário para o meu ser carente de lições para amadurecer, crescer e se amar sem inseguranças. Vou me deixar levar por minhas intuições, vindas do coração e do mais profundo do meu eu interior. Não vou desanimar, não pecar em não tentar. Não vou deixar de subir degrau por degrau, vivendo cada momento, cada pequeno momento como se fosse único. Assim serei feliz e consciente da realidade em que devo viver, estabelecendo relações íntimas e proveitosas para essa minha existência, assim quando chegar o momento, agradecerei por ter persistido com resignação e sabedoria, sabendo aceitar e corrigir os erros cometidos. E tudo o que desejo, é que não deixem de tentar, que eu não nunca deixe de tentar.

CYWMARA WADISQUY

quarta-feira, 30 de junho de 2010

OLHOS DA FELICIDADE

Quantas vezes buscamos este imenso sentimento em situações tão diferentes daquelas nas quais verdadeiramente deveríamos procurá-lo?! Reclamamos e nos envolvemos em aflições pois nossa busca, quase sempre, gira em torno do egoísmo, do querer encontrar fora de nós, por meio dos nossos desejos satisfeitos, mas é dentro de nós mesmos que está a verdadeira felicidade. A felicidade que necessita ser despertada, pois deve ser sentida com o coração, com o sorriso de amor, que transparece nos pequenos mas tão grandes gestos. O universo, na sua imensidão, nos proporciona a vida, dando-nos as oportunidades de caminhar para o nosso desenvolvimento, oportunidades essas que serão aproveitadas, de acordo com o empenho de cada um, onde devemos lapidar os sentimentos que concorrerão para o nosso bem estar, e a cada aflição um degrau a mais subiremos. Por isso mesmo, nas tristezas, devemos abraçar a alegria de viver. Viver é perceber a suave felicidade em tudo que nos cerca que reside no amor verdadeiro, na serenidade da consciência de estarmos dando o melhor de si...
CYWMARA WADISQUY

domingo, 27 de junho de 2010

Prazer, sou o amor!

Queres me ouvir? Então aprende a limpar da tua alma os julgamentos que tu mesmo amontoaste. Queres me ver? Então limpa a lente que aumenta os teus pontos negativos, para que ela te permita enxergar o que és, realmente. Queres, por certo, me sentir também... Pois meu abraço é suave, reconfortante, firme mas discreto, puro e fortalecedor, constante e fiel. Então, entrega neste instante, tuas posses. Coloca-as todas na tua frente e, sem tristeza, sem apegos, dize adeus à estas velhas tralhas inúteis. Caprichos, rancores, apegos, comodismo, lamentações e, principalmente, o que criaste e nem sabes ao certo o que é: o medo. Assim, eu me apresentarei e serei um grande aliado da tua força, da tua coragem, do teu perdão, da tua ternura, da tua luta, pois sou o AMOR.

CYWMARA WADISQUY

sábado, 26 de junho de 2010

Meu professor de fisíca do PREVUP xD

Hoje a aula de física estava muito chata, sabe como é?!(1m= 100cm= 100mm... e mais chatice 1pg= 10 elevado à alguma coisa) rsrs então pra me destrair desenhei o professor....ficou melhor que se tivesse tirado uma foto kkkkkkk :p

quinta-feira, 24 de junho de 2010

PORQUE CHORO?!

Quantas lágrimas derramo nesse mundo em que vivo, se soubesse guardar essas lágrimas para derrama-las na hora certa, por pessoas que as possam enxugar, hoje não estaria tão sozinha e triste, a esperar uma só lágrima que fosse derramada para mim, como sou tola em tentar me mostrar feliz se não estou pois dói e muito, sofro tanto essa auxencia que simplesmente esqueço de mim, mas por ele derramamo lágrimas sem fim...hoje me vejo só e desamparada, estou tentando compreender o motivo que me levou ao desespero ao ponto de não sentir mais vontade de viver, por quanta dor, quanta angústia passo, por não saber (ou simplesmente não querer) compreeender e aceitar essa distância, sei qua talvez eu não seja ninguém, sei também que... o tempo passa mas essa saudade do desconhecido não passa...aumenta! Espero que outras lágrimas não venha derramar, amo a pessoa certa, e talvez só na morte física consegueira entender por que choro.
CYWMARA WADISQUY

quarta-feira, 23 de junho de 2010

LEMBRANDO DE LEMBRANÇAS

Traga de volta as lembranças que tenho presas em minha alma, são lembranças doces e ternas que me aliviarão o sofrer, tento não me prender às amarguras que na vida temos que enfrentar, sou firme no meu ideal não vou esmorecer e vou prossiguir por toda a minha vida,tenho lembranças a cultivar e é se lembrando de lembranças que estruturamos nossas dores, nossos amores é se lembrando de lembranças que com o coração mais leve conseguimos continuar, é colhendo o que plantamos que aprendemos a semear.

CYWMARA WADISQUY

domingo, 20 de junho de 2010

BOLO QUE VIROU PAVÊ

Quantas loucuras,
quantos desatinos
cometemos neste mundo
vamos seguindo a nossa rota,
guiados pelo instinto.
O que estamos fazendo?
seguindo a rota da vida?

Loucos, loucuras.
Não deixem embotar sua razão.
As loucuras que hoje lhes parecem
grandiosas,
amanhã irão colocá-los
presos às amarras
das suas próprias prisões.

Sejam loucos nesta vida,
usando sua loucura,
sua insanidade
para enxergar bem mais além
do que a pequena realidade
que insistem em querer
que passem a abraçar.

O mundo é bem maior
Acho que se perguntam
onde fica o bolo? e o pavê?
estão no meu momento de loucura...

CYWMARA WADISQUY